10 atividades românticas para fazer a dois em Paris

Paris é conhecida mundialmente como a cidade do amor, berço de artistas românticos e, como tal, está repleta de atividades para fazer com o seu companheiro(a).
Confira aqui uma lista de atividades românticas para fazer a dois na cidade Luz.

 

1) Passeio em Montmartre

O bairro de Montmartre está repleto de lugares ideais para um passeio a dois. Como por exemplo a Basílica Sagrado Coração e a sua cripta, construída entre 1876 a 1910, que, situada nas alturas de uma colina com cerca de 240 escadas, oferece-lhe não só uma vista panorâmica de Paris, mas também uma arquitetura e estética excecionais.

Também situada no topo da colina, a Place du Tertre é uma praça tipicamente parisiense, repleta de artistas prontos para vos fazer um retrato ou uma caricatura, ocasião ideal para imortalizar este momento único a dois antes, de jantarem à luz das velas num dos vários restaurantes que ali existem.
Se quiser fazer uma surpresa à sua cara metade, declarando o seu amor noutro lugar, por que não ir um pouco mais longe na praça até Square Jean Rictus, na Place des Abbesses, onde se encontra o Muro dos Je T’aime (Amo-te em português) onde estão escritas 311 maneiras de dizer « amo-te » em 250 línguas.

Se se deixou comover pela história de amor entre Christian e Santine no filme Moulin Rouge, pode também visitar o famoso cabaré parisiense.

 

2) Arte Romântica

Se está com falta de inspiração, pode ser que a encontre nas várias obras de arte dos diferentes museus da capital. No Museu de Orsay e no Louvre, por exemplo, com obras de Delacroix (« A liberdade guiando o povo ») ou de Médée (« A entrada das cruzadas em Constantinopla »). Ou veja, no Museu Rodin (em francês), a escultura romântica de Rodin « O Beijo ». Para continuar nesta atmosfera romântica, pode também dar um salto ao Museu da Vida Romântica (em francês) (16 rue Chaptal), antiga casa do pintor Ary Scheffer, onde poderá descobrir as suas obras, mas também o romantismo interpretado por Ernest Renan e George Sand. Pode também aproveitar e tomar um chá no seu jardim, um verdadeiro pedaço de paraíso no coração de Paris.

 

O romantismo caracteriza-se sobretudo pelo triunfo da sensibilidade, emoção e imaginação. Deixe-se seduzir pelas 8 pinturas que o rodeia nas duas salas ovais da galeria do Museu Orangerie.

 

3) Um espetáculo na Ópera de Paris

Uma ida ao cinema entre namorados é algo que se pode fazer todos os dias. Por que não mudar e ir à ópera ou até mesmo ao ballet na Ópera Garnier (em francês) (a visita à Ópera Garnier sem espetáculo custa 11€ (em francês))? Situada no 9° distrito de Paris, é um dos monumentos icónicos de Paris. Foi mandado construir por Napoleão III e, desde então, tem sido palco dos mais famosos espetáculos do mundo.

A Ópera de Paris é também um dos lugares mais bonitos onde pode levar a sua cara metade: com a sua arquitetura em estilo neobarroco, esculturas e estátuas douradas é difícil ficar indiferente. Se visitar o interior, poderá também admirar a bacia do Pítia: a lendária personagem grega e a grandiosa escadaria que leva até à sala dos espetáculos. A Ópera de Paris foi também palco de uma das mais belas histórias de amor entre Christine Daaé e Erik em O Fantasma da Ópera de Gaston Leroux.

 

4) As Pontes do Amor

Apesar de já não ser permitido colocar cadeados na Ponte das Artes, Ponte do Arcebispo e nem mesmo na Ponte Alexandre III, não deixe de visitá-las com a sua cara metade. Estas pontes têm uma bela vista para os diferentes monumentos parisienses. Afinal o que conta não é colocar um cadeado, mas sim a promessa de amor eterno.

A Ponte das Artes que liga os portos de Malaquais e Conti, perto do Instituto de França, é classificada como monumento histórico. De 2008 a 2015, pessoas vindas de todo o mundo colocavam os ditos « cadeados do amor », mas em 2015 foram retirados para não danificarem a ponte com o seu peso.
A Ponte do Arcebispo, nomeada assim em honra do Arcebispo que se situava no Sudoeste de Notre-Dame, encontra-se perto da Ilha da Cidade. Vários cadeados do amor foram também postos nesta ponte, tendo sido retirados.
Quanto à Ponte Alexandre II, também ela foi vítima do peso dos cadeados do amor, esta ponte liga o 7º e 8º distritos de Paris, perto da Ponte dos Inválidos, e oferece-lhe uma vista panorâmica sobre o Rio Sena e a Torre Eiffel.

 

5) A Île de la Cité, uma ilha romântica em Paris

Nesta ilha, não faltam sítios românticos para si e para a sua cara metade.
Em primeiro lugar, a Catedral Notre-Dame de Paris (em francês), situada no coração da ilha e às margens do Rio Sena, pelo seu estilo gótico e as suas janelas decoradas com belos vitrais colorido, que criam um clima místico no seu interior. A Catedral é um dos momentos emblemáticos de Paris e é até mesmo mais visitada do que a Torre Eiffel, por isso evite fazê-lo durante os horários de ponta. Pode ainda passear no Boulevard du Palais e admirar a Conciergerie, o Palácio da Justiça e a Sainte-Chapelle, monumentos que valem mesmo a pena!

Crédito © Alexander Johmann

Não muito longe, pode visitar uma das praças mais românticas de Paris: a place Dauphine. Ela é a segunda praça real parisiense do século XVII e, hoje em dia, está repleta de várias galerias de arte e pequenos restaurantes em perfeita harmonia.

Crédito © Guilhem Vellut

No outro lado da ilha, pode encontrar o Square du Vert-Galant, esta praça foi assim designada em homenagem a Henrique IV pela sua reputação de grande conquistador de corações femininos. É uma pequena praça, semelhante a um jardim, onde é possível descansar, namorar e sonhar com a sua cara metade ao som das águas do rio Sena.

 

6) Passeio nos jardins

Se quiser apenas passear e namorar ao som dos cantos dos passarinhos, fazer um piquenique ou descansar à sombra de uma árvore, existem diversos parques e jardins em Paris feitos para si. O Parque Monceau, situado no 35 Boulevard de Courcelles, é um parque com um estilo mais clássico como o Jardim do Luxemburgo. É um dos parques mais bonitos da cidade, com as suas fontes e belas arcadas, que serviram de fonte de inspiração para pintores como Claude Monet.

Crédito © Benh

O Jardim Do Luxemburgo foi criado por iniciativa da rainha Marie de Médicis. As suas diversas fontes dão um caráter romântico a este parque, nomeadamente a fonte de Médicis, que é uma representação do ciclope Polifemo apanhando a sua amada Galateia nos braços do seu rival Acis.

Num estilo mais romântico ainda, existe ainda o Bois de Boulogne, um parque que dispõe de um jardim no seu interior: o Jardim de Aclimatação. Mas também o Quiosque do Imperador, onde Napoleão III cortejava a imperatriz. Pode igualmente aproveitar para espreitar a Grande Cascade, uma cascata de água que também vale a pena ser vista.

Crédito © Moonik

O Bois de Boulogne é perto do Parque de Bagatelle de Neuilly, por isso pode dar lá um saltinho! Se tiver sorte, pode ser que veja um pavão – mais romântico é impossível. O mesmo pode dizer-se do parque Buttes Chaumont, com a sua cascata e quiosque, um lugar perfeito para passar um momento a dois.

 

7) Passeio na Île Saint Louis

Crédito © Ralf.treinen

Tal como a Île de la Cité, a Île Saint Louis também é muito romântica. Apelidada de ilha encantada, aqui pode aproveitar para fazer um passeio nas margens do rio Sena numa atmosfera deveras romântica. Ao longo do seu passeio, pode ver as magníficas fachadas, nomeadamente as do Hotel de Chenizot (51-53 rue Saint-Louis-en-l’Île), as varandas e montras de origem.

Crédito © NonOmnisMoriar

Muitas das casas e hotéis que poderá ver foram a residência de vários artistas franceses, como Camille Claudel, Delacroix, Chopin ou até mesmo Duque de Richelieu.
Entre a rua Le Regrattier e o cais de Bourbou, situa-se a Rua de la Femme Sans Teste (rua da mulher sem cabeça). Muitos pensam que o nome da rua se deve à estátua sem cabeça ali presente, mas ela é na verdade uma estátua de São Nicolau destruída durante a Revolução Francesa. Para outros, o nome da rua deve-se à loja do século XVII, em que o logotipo era uma mulher sem cabeça. Cabe-lhe a si decidir que explicação soa melhor!

Crédito © Arnold Gatilao

Se ficar com fome, pode visitar a casa de chá da rua Saint-Louis-en-l’Île ou provar o melhor gelado de Paris na gelataria Berthillon, com os seus gelados artesanais de mil e um sabores.

 

8) Ponha-se na pele de um casal real

Fizeram parte da História, e cada um tem o seu próprio percurso, segredos e entram também nos sítios preferidos para passar um momento a dois. Confira aqui alguns palácios e castelos em Paris e arredores, onde poderá desfrutar de um momento romântico.

Pode começar pelo Palácio de Versalhes (o bilhete normal custa no mínimo 18€), que foi inicialmente apenas um pavilhão de caça. Mas que, devido a Louis XIV, se transformou num grande palácio, com uma magnífica arquitetura e belos jardins repletos de fontes.

Não muito longe do Palácio de Versalhes, pode também visitar o Petit Trianon, um pequeno palácio mandado construir por Louis XV para a sua amante, a Madame Pompadour, rodeado de belos jardins à francesa e à inglesa.

O Castelo de Malmaison (em francês) foi comprado pela Imperatriz Joséphine, o seu charme deve-se também as renovações feita por Napoleão e Pierre Humbert, devido aos estragos causados durante a guerra. A beleza do jardim deve-se inteiramente à Imperatriz Josephine, que fez questão de ter espécies raras e exóticas vindas de todo o mundo.

O Castelo de Monte Cristo (em francês) foi mandado construir por Alexandre Dumas, a sua fachada é esculpida com decorações florais, anjos e instrumentos de música. Pode também adentrar numa atmosfera romântica graças ao parque de estilo inglês, onde pode encontrar grutas e cascatas – tudo construído segundo a vontade do autor.

 

9) Passeio de barco

Quer seja num rio, lago ou lagoa, um passeio de barco é algo de que todos gostamos, a dois é ainda melhor. (Re)descubra os monumentos da capital de outro ponto de vista com a sua cara metade.

Os nossos passeios preferidos são propostos pela empresa Paris By Night. E xperimente os passeios « Vedettes de Paris » ou « Vedettes du Pont Neuf« , que o farão descobrir a cidade-luz como nunca antes a viu. Pode tornar o seu passeio mais romântico optando por jantar a bordo destes famosos barcos.

Crédito © Georges Seguin (Okki)

Se procura algo mais económico e simples, mas nem por isso menos romântico, pode sempre optar por um passeio a pé ou de bicicleta nas margens do rio Sena, fazendo uma pausa para namorar numa das 37 pontes, sobretudo na Ponte Marie. Segundo a tradição, deve fazer um desejo e beijar a sua cara metade para que este se realize! Um passeio no canal Saint-Martin também vale a pena.
Se prefere algo de mais íntimo, pode optar pelo Bois de Vincennes e dar uma volta de barco no lago artificial Daumesnil, visitando o Templo do Amor da Ilha de Reuilly. Nesta ilha, encontrará uma gruta e uma cascata, tudo para passar um momento romântico a dois.

 

10) Refeições à luz das velas

Quer seja depois de um longo dia de visitas ou simplesmente por desejar partilhar uma refeição a dois, por que não escolher um sítio romântico? Confira aqui algumas ideias de lugares românticos onde comer!

Le Jules Verne, Crédito © emmrichard

Os restaurantes mais românticos são sem dúvida os da Torre Eiffel. No restaurante Jules Verne (em francês) e 58 Tour Eiffel poderá disfrutar de uma refeição gastronómica de excelência, assim como de uma vista deslumbrante para a cidade-luz.

Uma dica para as melhores vistas de Paris: a Tour d’Argent (em francês) oferece uma vista magnífica para Notre-Dame e rio Sena.

Crédito ©Jorge Royan / http://www.royan.com.ar / CC BY-SA 3.0

Pode ainda optar pelo restaurante Café de la Paix (em francês), próximo da Ópera Garnier, que, segundo os seus clientes, é um dos restaurantes mais românticos da capital.
Quem diz jantar romântico diz jantar à luz das velas, e o restaurante Petrelle (34 rue Petrelle 75009 Paris) oferece-lhe a oportunidade de fazêlo com a sua cara metade.
Se procura uma opção mais económica, por que não experimentar o romantismo à italiana no restaurante Augusto (em francês) (14 Rue Victor Massé) onde poderá desfrutar de ementa repleta de pratos deliciosos ao som de um pianista?

Se você gostou, compartilhe
  •  
  •  
  •